top of page

Óleo de prímula: para que serve e como usar

Atualizado: 6 de mai.


O óleo de prímula é rico em ácido gama-linolênico, com propriedades anti-inflamatórias, sendo que as principais indicações para o seu uso são:


1. Aliviar os sintomas da TPM


O óleo de prímula é rico em ácido gama-linolênico, um tipo de ácido graxo essencial para a produção de prostaglandina E1, que é uma substância que quando tem seus níveis baixos, pode aumentar a sensibilidade do corpo ao hormônio prolactina, responsável pelo surgimento dos sintomas da TPM como inchaço, sensibilidade nas mamas, irritabilidade, depressão, compulsão por determinados alimentos ou dor de cabeça.

Desta forma, o óleo de prímula ajuda a prevenir a sensibilidade à prolactina e a aliviar os sintomas da TPM.


2. Reduzir as ondas de calor da menopausa


O ácido gama-linolênico do óleo de prímula também pode ajudar a reduzir a frequência, intensidade e duração das ondas de calor relacionadas com a menopausa.

Um estudo [1] que mostrou esse benefício foi realizado com a dose de 500 mg de óleo de fórmula em cápsula, duas vezes ao dia, durante 6 semanas, mostrando ser uma opção para reduzir as ondas de calor na menopausa.


3. Ajudar no tratamento da pressão alta


Alguns estudos [2,3] mostram que o óleo de prímula pode auxiliar no tratamento da pressão alta, pois ajuda a reduzir a pressão sanguínea quando utilizado na forma de cápsulas de 500 mg, duas vezes ao dia.

No entanto, o óleo de prímula não mostrou ser eficaz para reduzir a pressão sanguínea durante a gravidez ou pré-eclâmpsia.

4. Prevenir doenças cardiovasculares

Um estudo [4] realizado com ratos, mostram que o ácido gama-linolênico do óleo de prímula ajuda a diminuir o colesterol ruim, que é responsável por formar placas de gordura nas artérias, e aumentar o colesterol bom. Além disso, devido sua ação anti-inflamatória, ajuda a prevenir o desenvolvimento de doenças cardiovasculares como aterosclerose, infarto ou derrame cerebral.

No entanto, são necessários mais estudos em humanos que comprovem esse benefício.


5. Prevenir a trombose


O ácido gama-linolênico do óleo de prímula tem ação antiagregante, que pode ajudar na diminuição da formação de coágulos no sangue e melhorar o fluxo sanguíneo, e por isso, pode auxiliar na prevenção da trombose ou outros problemas cardiovasculares, como infarto, por exemplo.


6. Melhorar a saúde da pele


Os ácidos linoléico e gama-linolênico do óleo de prímula possuem ação anti-inflamatória, que ajudam a melhorar a elasticidade, umidade e firmeza da pele. Além disso, o óleo de prímula ajuda a reduzir a vermelhidão e secura da pele, podendo ser usado para auxiliar no tratamento de problemas inflamatórios da pele, como acne, eczema, psoríase ou dermatite, por exemplo.


7. Prevenir a queda de cabelo


O óleo de prímula pode ajudar a promover o crescimento do cabelo e prevenir a queda, devido a ação anti-inflamatória do ácido gama-linolênico, além de melhorar a nutrição do couro cabeludo, reduzir os danos nos folículos e estimular a multiplicação de células saudáveis, favorecendo o crescimento saudável dos fios.

Além disso, a deficiência de ácidos graxos pode causar queda de cabelo, pois é um elemento essencial para a saúde do cabelo, e por isso, o óleo de prímula pode ser usado para prevenir a queda de cabelo.


8. Auxiliar no tratamento de artrite reumatoide


Devido às propriedades anti-inflamatórias do ácido gama-linolênico, o óleo de prímula pode ajudar a reduzir a dor causada pela artrite reumatóide, podendo ser usado para auxiliar no tratamento dessa doença inflamatória. Compre agora nosso Óleo de Prímula com 1000mg de óleo e aproveite todos os benefícios deste produto:






Fonte: tuasaude.com.br

10.606 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page